Notícias

23 de Jun de 2021

Documento de bispos dos EUA sobre Eucaristia visa aprofundar consciência

“Como bispos, nosso desejo é aprofundar na consciência do nosso povo sobre este grande mistério da fé e despertar sua admiração diante deste dom divino, no qual alcançamos a comunhão com o Deus vivo”, disse nesta semana dom José Gomez, arcebispo de Los Angeles, em relação ao documento sobre a Eucaristia que está sendo preparado pelo episcopado dos EUA. Gomez, que é o presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), disse que o documento será apresentado para revisão em novembro.

Em sua assembleia anual na semana passada, os bispos dos Estados Unidos aprovaram, por 168 votos a favor, 55 contra e 6 abstenções, a redação de um documento sobre o “significado da Eucaristia na vida da Igreja”. Segundo o arcebispo de Los Angeles, o documento se centrará na “beleza e no poder da Eucaristia”.

O texto será orientado ao povo católico em geral e inclui uma seção intitulada “coerência eucarística”, sobre a dignidade necessária para receber a Comunhão. A Igreja ensina que os católicos conscientes de ter pecado gravemente desde a sua última confissão não podem receber o sacramento da Eucaristia. O tema se tornou importante com a posse de Joe Biden como presidente dos EUA. Biden, que se declara católico, já tomou várias medidas de apoio ao aborto e ao lobby LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais). Vários bispos americanos orientaram suas dioceses a negar a comunhão a figuras públicas que, como Biden, apoiem publicamente posições contrárias aos ensinamentos da Igreja.

“A Eucaristia é o coração da Igreja e o coração da nossa vida como católicos. Na Santa Eucaristia, o próprio Jesus Cristo se aproxima pessoalmente a cada um de nós e nos encontramos como uma família de Deus e um Corpo de Cristo”.

O comitê doutrinal da USCCB redigirá a minuta do documento através de encontros regionais e consultas. Os bispos americanos tratarão do texto em sua assembleia do mês de novembro.

Os bispos também votaram a favor do lançamento de uma campanha para promover um renascimento eucarístico, que terá início em 2022 e finalizará no Congresso Eucarístico Nacional de 2024. Uma pesquisa feita no ano passado mostrou que mais de 60% dos católicos americanos não acreditam na presença real de Cristo na hóstia consagrada.

Dom José Gomez pediu aos católicos que rezem pelos bispos enquanto redigem e examinam o documento. “Convido todos na Igreja a rezar pelos bispos enquanto continuamos nossos diálogos e reflexões. Rezo para que este seja um tempo para que todos nós na Igreja reflitamos sobre a nossa própria fé e a nossa disposição para receber Nosso Senhor na Sagrada Eucaristia”, pediu o presidente do episcopado.

Comentários