Notícias

08 de Nov de 2019

Mais de mil leigos em diversas partes do mundo se unem em oração pelos sacerdotes

Mais de mil leigos em pelo menos 16 países se uniram em oração e em oferecimento de sua vida diária pelos sacerdotes, em uma associação chamada "A Companhia de Maria".

A iniciativa do que hoje é uma associação privada de fiéis na Arquidiocese de Toluca, sul da Cidade do México, surgiu em 2016, com a visita do Papa Francisco ao México.

Em diálogo com ACI Prensa, agência em espanhol do Grupo ACI, Pe. Gustavo Eugenio Elizondo, um dos fundadores da associação, lembrou que naquele tempo já havia um grupo de oração do Terço na paróquia de São Josemaria Escrivá, na Cidade do México. Com a visita do Papa Francisco e seu chamado à santidade de bispos, sacerdotes e religiosos, essas pessoas encontraram uma intenção especial para dedicar sua oração.

“Eu era vigário paroquial e me pediram para participar desse grupo, para dirigi-los, acompanhá-los e dar-lhes formação”, lembrou. "O que queriam não era apenas rezar o Terço pelo Papa, pelos bispos, pelos sacerdotes, mas também oferecer sua vida", acrescentou.

Este oferecimento de vida, indicou, tratava-se de viver as 14 obras de misericórdia com os presbíteros. “Os sacerdotes não precisam apenas que se reze por eles, mas que lhes deem o que comer, beber, vestir, tudo o que as obras de misericórdia implicam”.

Pe. Elizondo indicou que muitos sacerdotes enfrentam "carências muito concretas", porque existem aqueles que "não tinham bem o que comer, remédios ou que tinham muitas limitações em suas casas".

Disse que "a ideia é respeitar a dignidade do sacerdote", porque "o sacerdote é Cristo".

A primeira coisa, assinalou, é ajudar "o próprio sacerdote a ser mais consciente dessa realidade", de modo que "os fiéis valorizem isso, percebam e, respeitando a dignidade sacerdotal, ajudem com essas necessidades básicas”.

Esse apostolado começou a crescer e, apoiado pelas redes sociais, espalhou-se por vários países.

Pe. Elizondo assinalou que a maioria dos que fazem parte da Companhia de Maria “são pais, homens e mulheres, que têm seus deveres familiares, e não é tão fácil para eles participar de formações, aulas”, por isso estabeleceram a mídia digital para este trabalho e, assim, podem acessar vídeos formativos a qualquer hora do dia e em qualquer lugar.

O sacerdote disse que hoje o Arcebispo de Toluca, Dom Francisco Javier Chavolla Ramos, os acompanha pastoralmente em seus trabalhos e até apresentou a documentação da associação ao Papa Francisco.

Para entrar em contato com A Companhia de Maria, pode escrever para: lacompaniademaria01@gmail.com

Comentários