Notícias

03 de Mai de 2021

Papa Francisco saúda ortodoxos e católicos orientais pela Páscoa

O Papa Francisco desejou feliz Páscoa aos católicos orientais e cristãos ortodoxos que celebraram a solenidade da ressurreição do Senhor neste domingo, 2 de maio.

“Envio meus melhores votos aos nossos irmãos e irmãs das Igrejas Ortodoxas e das Igrejas Católicas Orientais e Latinas que hoje, segundo o calendário juliano, celebram a Solenidade da Páscoa”, disse o Papa após a oração do Regina Coeli, foi celebrada diante de numerosos fiéis reunidos na praça de São Pedro.

O Pontífice também rezou para que "o Senhor Ressuscitado os encha de luz e paz e conforte as comunidades que vivem em situações particularmente difíceis”, e desejou “Feliz Páscoa!".

Ao felicitar em 2020 os cristãos ortodoxos e católicos orientais pela Ressurreição de Cristo, o Papa disse que “sobretudo neste tempo de provação, sintamos que grande dádiva é a esperança que advém de ter ressuscitado com Cristo!”.

O Pontífice expressou a sua alegria naquela ocasião porque “as comunidades católicas orientais que, por razões ecumênicas, celebram a Páscoa juntamente com as ortodoxas”, acrescentando que “esta fraternidade seja um conforto onde os cristãos são uma pequena minoria”.

As Igrejas Ortodoxas e as Católicas de rito bizantino são regidas pelo calendário Juliano, que tem sua origem na reforma instituída por Júlio César em 46 a.C. que estabeleceu um novo calendário para o Império Romano. Este calendário esteve em vigor na maior parte da Europa e nas colônias europeias até a reforma promulgada em 1582 pelo Papa Gregório XIII.

Os países católicos adotaram gradualmente o novo calendário ao longo dos séculos seguintes. Os primeiros a adotá-lo foram os territórios da monarquia hispânica e os diferentes reinos da península italiana.

O calendário juliano se baseia nos meses lunares enquanto os cristãos ocidentais estabelecem seu calendário dividindo o ano solar.

Comentários